quarta-feira, 11 de março de 2009

Quarta Futebol: Sobre Ronaldo e ainda sobre a final do Brasileiro!


Pessoas,

Com atraso, mas não sonegado. Segue o texto sobre futebol de hoje. O tema óbvio da semana. Mas antes de falar sobre o Ronaldo queria conversar com os São Paulinos.

No final do Brasileiro do ano passado a CBF, cedendo a pressão do São Paulo, disse que o estádio JK não tinha estrutura pra receber uma final de brasileiro e impôs o Bezerrão no Gama-DF. Diga-se de passagem, um estádio com menos de 20 mil lugares, o que pela normal da CBF não poderia receber jogos do Brasileirão.

Na semana passada o Ronaldo voltou aos gramados e onde? No estádio JK em Itumbiara-GO. O mesmo lugar que a CBF e o São Paulo disseram que não tinha estrutura. Na ocasião da volta de Ronaldo tinha imprensa internacional e muito mais jornalistas que na final do Brasileirão. A estrutura em volta era muito maior que a final do Brasileirão. Ou seja, Itumbiara tinha estrutura pra receber o jogo, pq não recebeu como queria o Goiás?

Fica a pergunta: Se o Ronaldo pode estrear em Itumbiara, pq o São Paulo não pode decidir o título lá? Coisa do futebol brasileiro e de sua elite comandante!

Sobre Ronaldo

Nosso tópico de futebol não poderia ser sobre outra coisa, afinal essa semana só se fala de uma coisa: Ronaldo.

Tempos atrás, com a ida do Ronaldo para o Corinthians, escrevi sobre jogadores. Usando o caso do Ronaldo. Neste tópico coloquei a questão da venda de imagem, de ser fantoche da nike e de que mudou a relação do jogador de futebol com os clubes. Enfim, sobre isso não tenho nada a mudar. Ainda acho que o Ronaldo não precisava disso, assim como o Adriano até hoje não vinculou sua imagem e carreira a nenhuma marca desportiva. O Ronaldo continua sendo reflexo do neoliberalismo no futebol. Não é máximo, pq nesse quesito neoliberalismo os ingleses sempre saem na frente e o Beckham é imbatível no marketing.

Mas uma coisa tenho que dizer que posso ter sido injusto, o Ronaldo voltou com vontade. O esforço dele é notório. Isso que ele disse no Bem Amigos que está com o peso que se apresentou na Copa de 2006. Ou seja, se ele levar a sério ainda tem muita coisa pela frente. Resta saber se o corpo dele vai deixar.

Sempre lembro a pesquisa do PVC, comentarista do ESPN, sobre o rendimento do Ronaldo. Na pesquisa dele o Ronaldo não joga 5 partidas seguidas desde 94. Mas quando jogou, jogou muito bem. Ele lembra o exemplo do Milan, onde (acho eu) ele jogou 25 partidas e fez 18 gols. Uma boa média, mas são poucos jogos. Ou seja, o Ronaldo sempre que joga, joga bem. Mas não consegue jogar durante longos períodos. Esse é um limite pra um jogador tão caro, será que vale a pena.

Meus amigos mais antigos sabem que tenho um simpatia grande pelo Ronaldo. Ainda mais no início de carreira. Na Copa de 1998 eu era mó paga pau dele. Assim como em 2002. E ninguém pode dizer que ele não é bom! Afinal, ele chegou no topo de tudo que pode no futebol do mundo: melhor do mundo, campeão do mundo de seleções, artilheiro de copa e maior artilheiro de todas as copas. Isso são poucos que fazem, nem o Romário conseguiu com 1000 gols...

Enfim, torço pelo seu sucesso, mas que ele nunca abandone a modéstia. Foi triste escutar que ele deixaria a modéstia de lado. Ele não precisa ficar falando isso, todo mundo já sabe que ele é escroto. Então siga com a modéstia e confiança, assim como fez antes da Copa de 2002 em sua primeira recuperação. Ela foi exemplo de superação. Se não manter assim a segunda não seguirá. Se a soberba bater veremos de novo o fracasso parecido com a Copa de 2006. E de coração eu e a maioria dos brasileiros torcemos para que ele volte a jogar bem e constantemente.

2 comentários:

Yuri disse...

A prova de que o estádio não aguenta é o que aconteceu com o alambrado... (caiu)

Rafael disse...

Yuri, isso foi em presidente prudente, são paulo, não em Itumbiara!!!

Em Itumbiara ele entrou e não fez gol!