domingo, 19 de abril de 2009

A Inenarrável História do Clássico Chileno

Caras e Caros,

Já passaram cerca de uma hora e meia que sai do clássico chileno Universidad de Chile x Colo Colo. Foi um jogo maneiro... Escolhi meu time chileno e é La U, como chamam aqui. Time novo, tem 20 anos, foi fundado em 1989. A ditadura aqui acabou em 1988, logo acho que teve ter alguma ligacao. Enfim, coisa da minha cabeca.

Foi um jogo pegado, pois o Colo Colo está passando por uma puta crise, estando nas últimas colocacoes do campeonato chileno. La U está até bem, apesar da derrota pro Gremio na Libertadores. O cacique, como é chamado o Colo Colo, teve o campo invadido ontem por torcedores e o técnico, um argentino que como jogador foi maior ídolo do Colo Colo, pediu demissao no meio da semana.

Sendo assim o clima era quente pro clássico. Estive em dúvida se iria ou nao. Preguica de ter que chegar muito cedo no Estádio, pensando em fazer outros programas em Santiago e tb a tensao de nao saber muito bem como era um clássico aqui. Decidi ir, afinal já fui em clássico tensos no Rio e em Goiania... Nunca tinha tido notícia de nada grave no futebol chileno. Sendo assim me adiantei para chegar bem cedo, tipo uma hora e meia antes. Fui de táxi... Chegando lá muuuuuuuuuuuuuuuuuuita polícia, ou carabineiros como chamam a polícia aqui. Isolam uma area enorme ao redor do estádio. Nessa hora um misto de tranquilidade e tensao. Tranquilidade pq com tanta polícia nao teria confusao e tensao pq se nao tivesse tensao nao teria tanta policia.

Mas a entrada foi tranquila... Quando cheguei no meu portao descobri que comprei ingresso pra ala do Colo Colo e eu estava de camisa azul, cor de La U. Enfim, me orientaram para ir pra outra regiao e foi bom tambem. Como comprei ingresso do lado doa andes, local que o taxista me disse que era mais tranquilo, o sol, e diga-se de passagem um puta sol, estava fritando a mente!

Logo o estádio lotou, como mando de campo era de La U tinha mais gente da La U. Mas em campo os azuis comecaram mal e logo tomaram gol. Em seguida outro. Na volta do segundo tempo diminuiram e estava bem melhor em campo. Apertando o Colo Colo, quando num vacilo tomaram o terceiro. Em seguida o zagueiro toma o segundo amarelo e é expulso. Era cerca de 33 do segundo tempo. Hora que eu e muito torcedores decidiram sair. Fui seguindo-os

Agora a parte inenarrável!

Saída tranquila até quando escutamos o alto falante do estádio dizer: Os torcedores de La U dos portoes 18 a 21 teriam que esperar alguns minutos para saída dos torcedores do Colo Colo,que seria pela avenida Grécia. Nessa hora geeeeeeeeeeeeral saiu correndo. Subiu uma puta tensao... Comecei a correr tb, sei lá. No meio da corrida via a placa da rua: Avenida Grécia... Logo pensei: Caraca! A galera do Colo Colo vai sair por aqui. Nao tinha nenhum taxis por perto e nem a rua estava aberta. Me restava correr como os outros. Com a diferenca que eu nao fazia a menor idéia pra onde estava indo.

Corri muuuuito! Pelo visto estou com muitas hemoglobinas que ganhei na altitude do Atacama, pois nem cansei. Mal sabia o que ainda estava por vir. Logo descobri o nome da rua que estava, Pedro Valdivia. Alívio, pq essa avenida toda vida ia dar na providencia. Com um pouco de esforco dava até pra ir andando. De lá era só pegar o metro.

Nessa hora me acalmei e decidi seguir. Pelas minhas contas o jogo já tinha acabado fazia uns 10 minutos, ou seja, fazia 20 que tinha saído. Nessa hora escuto no fundo da avenida, na direcao do estádio, o grito forte de torcida. Eu e todos torcedores azuis que lá estava pensaram a mesma coisa, Colo Colo. Todos comecaram a correr, nao ia fazer diferente. Todos os taxis que passavam tava cheios ou nao davam a menor bola. Nisso, no meio da rua encontro alguns torcedores da La U quebrando garrafa na rua e ficando com o gargalo quebrado! Nessa hora pensei muito: FUDEU! Tome correr...

Nada de taxi... Percebi que estava numa zona residencial de mais abastada já. E també que era o único de camisa azul a caminhar na rua. Decidi quebrar numa travessa dessa zona residencial, ou seja, sair da única rua que conhecia. Tinha pessoas lavando carro com tranquilidade e caminhan do pela rua. Me acalmei, pois era bem diferente dos comerciantes fechando as portas na Pedro de Valdivia.

Tomando como referencia a rua que conhecia segui caminhando. No rumo que achava que estava meu hotel. Logo encontrei uma rua de maior fluxo e tentei pegar o taxis. Novamente era ignorado... Será que era pela camisa azul? Será que ferram taxista depois de jogos? Enfim, segui caminhando. Agora bem mais tranquilo.

Cheguei na rua Francisco Bilbao, nao me era estranho e segui. Logo encontrei a Manuel Montt, que tbm chegaria em Providencia. Nessa hora avistei o Cerro San Cristobal. Um monte com teleférico, do lado de onde estou na BellaVista. Nessa hora alìvio. Bendita sejam as cidades com montanhas. Se fosse em Brasília já tava perdido a muito tempo! rsrsrs

Nesse hora decidi nao pegar mais taxis e caminhar. Fui seguindo o morro e cheguei aqui. Quase exatos hora e meia depois que sai do jogo. Um bela caminhada por Santiago no entardecer. Me lembrou um Goiás e Vila que nao consegui pegar onibus e caminhei assustado até a casa da minha vó. Só que em Goiania foram pouco mais de meia hora e aqui uma hora e meia. Ainda bem que me exercitei bem na altitude, além da malhacao que estava fazendo em Brasília, isso que me garantiu.

Sem dúvida emocionante!!!! Mais uma bela história pro currículo!

Um comentário:

Uma mulher de palavra - sem dono! disse...

Hahahahahaha!

Me senti perdida em São Paulo, saindo do clássico, TIMÃO x porcada! Credoooo, medo por você...

Ainda bem que vc saiu vivo! huhauahua