quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Sobre Futebol e Torcedores


Tipos de Torcedores!

Como disse hoje as quartas serão dedicadas ao Futebol. Como já escrevi muito tentarei ser breve sobre esse assunto. (Coisa que nunca consigo)

Ontem quando tinha essas idéias pro blog pensava sobre o que escrever hoje sobre futebol. Um tema que move paixões e polêmicas. Pensei na recente polêmica da arbritagem, pensei em falar do campeonato de pontos corridos, pensei em falar sobre a barbaridade de tirarem o mando de campo do Goiás na última rodada...

Mas a noite em uma das conversas com amigos e amigas me veio a inspiração e vou falar sobre torcedores. Aliás, sobre torcedores e aqueles que se acham torcedores.

Como quase todos que frequentam esse BLOG sabem torço para Goiás Esporte Clube, gigante alvi-verde do Cerrado. Quando mais novo e morava em Goiânia ia em todos os jogos. Em 1990, com 11 anos, fui em quase todos os jogos do Goiás no Serra Dourada. Exceto dois que estava doente e minha mãe me prendeu em casa. Não só torço como joguei no Goiás por um período. Salão e Campo...

Mas é impressionante como a mercantilização das coisas foi cruel com futebol. E como a hegemonia se reproduz. Antes das transmições ao vivo de futebol tínhamos vários campeonatos estaduais, diversos times com magníficas histórias em todos os estados da federação. Com a televisão e mais ainda com a Globo a mercantilização do futebol foi acelerada e um dos grandes reflexos disso hoje são os torcedores.

Existem torcedores de verdade, aqueles que nasceram em determinadas cidade, torcem pro time que pode acompanhar no estádio, no treino e que está no seu dia a dia da cidade. Esses são um exemplo para futebol, são movidos pela paixão e pela razão. Afinal, que graça tem acompanhar um time pela televisão?? Certamente pra quem mora no Rio e São Paulo é tarefa fácil. No RS, MG, PR, BA e PE tb tem uma grande tradição, mas tb sofrem com a hegemonia construída pela televisão aos times do eixo Rio-São Paulo... Os demais estados a mercantilização é gigantesca.

O segundo time de torcedor vamos chamar de parabólica, ou seja, aquele que só vê seu time pela televisão! Esses são as vítimas mais diretas da mercantilização do futebol. Gostam e até entendem de futebol, mas acompanham seu time via satélite só. Entram em sites, compram jornais e assinam Pay per View caríssimo para conseguir acompanhar.

Viram assim grandes consumidores para saber quem vai jogar e como anda o time. Se foi em 10 jogos no estádio de seu time foi muito! Esses poderiam torcer pro Milan ou pro Barcelona... É a mesma coisa! Muitos deles são a vergonha do estado. Recentemente no jogo na Ilha do Retiro entre Sport e Flamengo a torcida do Sport colocou uma faixa apontando para os torcedores do flamengo no estádio: VERGONHA DO NORDESTE!-->. Sensacional! Acabaram com os torcedores parabólicas, aqueles que moram em Recife e torcem pro Flamengo... Mas na minha visão eles são vítimas da sociedade consumista, mas não deixam de ser bananas em torcerem para um time de fora de seu estado.

O terceiro time de torcedores talvez seja um pouco melhor que o segundo, mas é irritante. São aqueles que tem dois times. Geralmente torcem pra um time imperialista e um time de seu estado. São menos pior pq lembram do seu estado, mas são piores pq dividem sua paixão. Futebol é que nem monogamia... Não tem como torcer pra dois... Não é frescobol que ganha quem empatar... Uma hora um joga contra o outro e um ganha! Vc terá que torcer pra alguém! Quem opta por esse caminho entende pouco de futebol. Por isso, continuam sendo o terceiro e menos valorizados que o segundo.

O quarto time é aqueles que torcem pra dois times sem a menor relação com eles. São duplamente parabólicas! Torcem pro São Paulo e pro Coritiba e nasceram e moram em Brasília. Isso é demais... Uma violação aos direitos humanos. É tão ridículo que nem vou explicar mais esse tipo de torcedor. Essas pessoas não entendem nada de futebol e boa parte pelo menos assume isso.

O último time de torcedor e que dá vontade de gargalhar é aquele que quando perguntamos pra quem torce ele enche a boca pra dizer pra vc: BRASIL! kkkkkkkkkk Quando vc escuta essa resposta até muda de assunto, pois esse não sabe nada de futebol. Quando muito vê copa do mundo. Mas tem o nosso respeito pq não se mercantilizaram. Ao mesmo na luta contra a mercantilização do futebol eles são parceiros, ao contrário do 2o, 3o e 4o time.

Enfim, como já expliquei esse é um fenômeno oriundo da hegemonia da televisão e da rede Globo. Aliás, essa que sempre fez o filme dos times cariocas mesmo eles estando mal. Completam 8 anos em 2008 que nenhum time carioca é campeão brasileiro, um futebol em franca decadência e mesmo assim a Globo insiste em levantar. Que seria do futebol carioca se não fosse a Globo?? Provavelmente seria um campeonato de varzea pior que o Goianão!

Seguimos na luta contra a mercantilização do futebol!

p.s comemorei muito o título do Sport na Copa do Brasil, achei que a máquina da mercantilização do futebol ia agir a favor do Corinthians. Mas pra felicidade do futebol isso não aconteceu, já basta o brasileiro de 2005!

p.s II - Importante comentário do Eduardo Valdoski!
Eduardo disse...

Você esqueceu de falar que a grande hegemonia do Flamengo (e também dos times cariocas) nos estados que não tem times de ponta, é em razão da Rádio Nacional, que só transmitia jogos do Rio, a Globo só deu continuidade...
28 de Novembro de 2008 13:50

5 comentários:

Rafael Pops disse...

Comentário do Renatão no Post anterior, antes de separar em duas

Blogger Renatão disse...

Não sei se conta por causa da nomenclatura do campeonato, mas a Copa João Havelange, um campeonato nacional criado com o intuito de resgatar o Fluminense do fundo do poço no ano 2000, foi vencido pelo vasco, time carioca.

26 de Novembro de 2008 14:17

Rafael Pops disse...

Renatão, grandíssima diferença 10 pra 8, mas de qualquer forma corrigi no texto.

Mas vc lembrou de mais uma pérola do futebol Brasileiro pra salvar os cariocas, nesse caso o Fluminense!

Renatão disse...

Lembrando que o Fluminense precisou de ajuda pra voltar a 1ª divisão 2 vezes, né?

Léa Marques disse...

rsrs escreveu isso depois de um papo com a Ale, aposto!
ela tb tem essas teorias doidas sobre futebol...
Eu só sei que torço pro Corinthians, e nao vou mt em estádio por conta da segurança, e não por "mercantilização" já que o jogo tb passa na TV... tem isso tb...

Eduardo disse...

Você esqueceu de falar que a grande hegemonia do Flamengo (e também dos times cariocas) nos estados que não tem times de ponta, é em razão da Rádio Nacional, que só transmitia jogos do Rio, a Globo só deu continuidade...